Auxílio doença do empregado doméstico

Saiba como deve ser feito o procedimento para o recebimento do auxilio doença do empregado doméstico.

Ao ocorrer a situação em que há o afastamento do empregado doméstico por motivos de saúde, o pagamento do auxílio doença do empregado doméstico fica a cargo do INSS desde o primeiro dia de afastamento, independente do período em que o empregado se encontrar afastado.

Esta regra está prevista no Art. 72 Regulamento da Previdência Social - Decreto 3048/99.

Procedimento em caso de afastamento do empregado doméstico

Caso o empregado doméstico tenha alguma doença ou acidente relativo ao trabalho, o empregador deve preencher o CAT (Cadastramento de Comunicação de Acidente de Trabalho), no prazo máximo de 48 horas do ocorrido, para que o empregado tenha direito ao auxilio acidentário.

Clique aqui, para ter acesso ao CAT.

Já para acidentes ou doenças não relacionadas ao trabalho é o empregado que deve fazer toda a tramitação no INSS.

Com o atestado médico em mãos o empregado deve agendar uma perícia no INSS, para receber o auxílio doença.

O agendamento pode ser feito pela internet, clique no link abaixo e conheça o passo a passo:

https://www.inss.gov.br/beneficios/auxilio-doenca/

 

Pagamento de INSS e FGTS

No período em que o empregado doméstico estiver afastado por motivos médicos, o empregador fica livre do pagamento do INSS e deposito do FGTS.

Esta regra não é válida no caso de licença maternidade, durante o período de afastamento da empregada doméstica, o empregador deve continuar com o pagamento do INSS e FGTS.

Estabilidade do empregado doméstico

A estabilidade do empregado doméstico depende do tipo de afastamento sofrido pelo empregado.

Caso o empregado doméstico se afaste do trabalho em decorrência de uma doença ou acidente não relacionado ao trabalho, o mesmo terá direito ao recebimento do auxílio doença previdenciário, mas não garante estabilidade ao empregado.

Durante o período de afastamento, o empregado doméstico não pode ser demitido, pois seu contrato de trabalho se encontra suspenso até o retorno de suas atividades.

Após o empregado doméstico retornar ao trabalho o mesmo pode exercer suas funções normalmente ou ter seu contrato de trabalho encerrado de imediato, caso o empregador queira.

Já no caso em que o empregado doméstico é afastado por motivos de doença ou acidente relacionado ao trabalho, o mesmo irá recebe o auxílio doença acidentário, que garante estabilidade de 12 meses após o retorno das atividades.

 

Regras para o recebimento do auxílio doença

  • Cumprir carência de 12 contribuições mensais – a perícia médica do INSS avaliará a isenção de carência para doenças previstas na Portaria Interministerial MPAS/MS nº 2998/2001, doenças profissionais, acidentes de trabalho e acidentes de qualquer natureza ou causa;

 

 

  • Comprovar, em perícia médica, doença/acidente que o torne temporariamente incapaz para o seu trabalho;

 

 


Artigos

Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

Deixe sua mensagem!

Entraremos em contato o mais breve possível!

Abra sua empresa!

Juntos trabalharemos pelo seu sucesso!

Migre sua empresa!

Tenha um escritório de contabilidade confiável ao seu lado!

Trabalhe Conosco

Faça parte da nossa equipe competente!

Anexar Currículo

Escolher Arquivo Nenhum arquivo selecionado

Dados Pessoais

Escolaridade

Cursos


Idiomas

Experiência Profissional

Pretensões

ajuda-chat
ajuda-chat
ajuda-chat_open